COBRA PAGES
e seus objetivos

.JMJ reg

Filosofia   Comportamento   Etiqueta e Boas Maneiras   Higiene   Teatro Pedagógico   Contos   Restauro   Genealogia   Biografias  

Perguntas
mais freqüentes

Quem somos

Hoje:

Crítica Literária de um Conto

NOVIDADES DO SITE

                           CONTACTO              

 

Página escrita por
Rubem Queiroz Cobra
Site original: www.cobra.pages.nom.br

ANÁLISE

  • Há muitos erros de ortografia e gramática?

  • Que acha do uso da comparação "como" (orações subordinadas adverbiais comparativas) neste conto? Normal? Excessivo?

  • O uso do "como"é feito com afetação, ou em todos os casos a sua linguagem é simples e a comparação, pela sua clareza, pode ser prontamente entendida e apreciada pelo leitor?

Antes de iniciar a leitura, numere os parágrafos.

Leia com atenção todo o conto. Na medida em que ler, anote suas primeiras observações, numerando-as com o número do parágrafo respectivo.

Depois de se familiarizar com o conto após a leitura e as anotações , complete sua crítica respondendo aos quesitos abaixo (ignorar os que já criticou ao fazer sua primeira leitura):

 

Trata-se verdadeiramente de um conto, ou a história pertence a outro gênero literário curto, como crônica, memória, mero episódio ficcional, etc. ?

  • O título é intrigante para o leitor e pode levá-lo a escolher este conto por curiosidade?

  • O autor escolheu fazer sua narrativa na "primeira pessoa" ou na "terceira pessoa"? Identifique e veja se a mesma "pessoa" narra toda a história

  • O conto é convincente, ou parece fruto de imaginação exagerada, e a história parece improvável?

  • Desde o inicio o conto desperta o interesse do leitor?

  • O conto é apenas medianamente interessante?

  • Satisfaz pelo menos em dois ou três aspectos (Personagens, Espaço e tempo, Trama, Conflitos, Tema central)?.

  • Em geral ou em alguma cena em particular o ambiente não é descrito  de modo a permitir ao leitor se situar nele como um personagem observador?

  • Quais episódios estão pouco claros?

  • O conto tem certo grau de humorismo em alguma de suas cenas? Caso sim, em qual delas?

  •  A estruturação deste conto é correta, e permitiu um desenvolvimento racional da história?

  • A dinâmica da narrativa contribui para prender a atenção do leitor ou seu ritmo é monótono e enfadonho?

  • Onde encontrou no texto descrições ou afirmações contraditórias?

  • As referências ao clima estão de acordo com o esperado na região em que o autor situou a história?

  • O clima, a vegetação, as condições das estradas, guardam coerência?

  • Personagens pessoas ou mesmo animais –, estão bem descritos e agem sempre de modo coerente com a personalidade ou o instinto que lhes são atribuídos pelo  autor?

  • Se não está no texto o período em que a história se passa, as coisas descritas são compatíveis com qual época histórica?

  • Quais frases têm palavras repetidas, excluídas as conjunções e as preposições?

  • Que episódio, imagem, frase, metáfora ou parágrafo  parece solto ou mal encaixado, é dispensável e poderia ser retirado sem afetar a história?

  • É fraco ou tem força  o principal conflito entre os personagens?

  • Algum dos subtemas (descrição de um lugar, da vida, da aparência e dos hábitos de um personagem secundário, por exemplo) é demasiado longo ou desinteressante?

  • O conto é muito longo?

  • Quais trechos deste conto seriam dispensáveis por não terem ligação direta ou indireta com a historia contada?

  • Tem alguns trechos bem conectados com a história, mas que são de pouca relevância para o enredo?

  • As ações convergem de modo consistente  para um clímax?

  • O clímax ocorre demasiado longe do início, a ponto do leitor que espera por ele desistir da leitura?

  • Qual o trecho em que a narrativa deixa de segurar a atenção do leitor?

  • Que episódio, imagem, frase, metáfora ou parágrafo deveriam ser trabalhados e melhorados?

  • Tem força ou é fraco  o principal conflito entre os personagens?

  • Falta ou existe um conflito intimo na mente de um personagem. Esse conflito é claro para o leitor?

  • Identificou na história narrada alguma semelhança com outro texto já publicado do mesmo autor ou de terceiros (intertextualidade)?

  • Que uso do "como" neste conto lhe pareceu uma comparação medíocre ou de todo inadequada?

  • O travessão é devidamente usado nos diálogos com o fim de individualizar as falas dos personagens?

  • O traço (meio-travessão), tem emprego correto?

  • As relações do traço e do travessão com as outras formas de pontuação e com certos sinais gráficos, como as aspas e os parênteses, perturbam o ritmo da narrativa em alguma passagem da história?

  • O conto levanta algumas questões que ficam sem resposta na história?

  • O final é satisfatório como encerramento da história.

  • O final é inconclusivo para o conto, ou para algum dos personagens?

  • É possível extrair desse conto uma lição moral? Qual parece ser?

============

ERROS DE ORTOGRAFIA E GRAMÁTICA:

No parágrafo nº:  __________________________________________ _____________________ ______________________________________________________________________________

No parágrafo nº: __etc.

Outros comentários:______________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
 

Rubem Queiroz Cobra 

Página lançada em 15-08-2016

  

Direitos reservados. Para citar este texto da Internet: Cobra, Rubem Q. - Crítica literária de um conto. COBRA PAGES: www.cobra.pages.nom.br, Internet, Brasília, 2004.
(“www.geocities.com/cobra_pages” é “Mirror Site” de COBRA.PAGES)

 

Utilize a barra de rolagem desta janela de texto para ver as NOVIDADES DO SITE
Obrigado por visitar COBRA PAGES