COBRA PAGES
e seus objetivos

.JMJ reg

Filosofia   Comportamento   Etiqueta e Boas Maneiras   Higiene   Teatro Pedagógico  Contos   Restauro   Genealogia   Biografias  

Perguntas
mais freqüentes

Quem somos

Hoje:

Contribuição à Genealogia dos Queiroz (Queirós)
de Ouro Preto e Mariana, MG

NOVIDADES DO SITE

CONTACTO              

 

Página escrita por
Rubem Queiroz Cobra
Site original: www.cobra.pages.nom.br

Na sua genealogia das famílias mineiras da região central de Minas Gerais, o Cônego Raimundo Otávio da Trindade – valendo-se dos registros religiosos da Arquidiocese de Mariana – descreveu a descendência do Capitão-mor João de Magalhães Queiroz, português, patriarca dos Queiroz da região de Ouro Preto e Mariana em Minas Gerais, que ali se fixou ao final do século XVIII (*). Nesta página apresentamos o estudo do Cônego, acrescido de alguns desdobramentos relativos ao século XX. As informações obtidas no site www.familysearch.com da Igreja Mórmon estão precedidas da indicação "Arq-mor" e separadas por um traço.

 

Os autores agradecem ao Padre João Luiz Loura, Administrador da paróquia de São Vicente em Baldim, por toda sua atenção, principalmente pela pesquisa de documentos sobre os ancestrais de Eulália Ribeiro Loura. Agradecem também a colaboração da prima Sônia Amorim Queiroz pela relação dos filhos e netos de José Augusto Queiroz, e as primas Maria Alice Queiroz Dias e Maria Isabel Dias de Mello Castro, pelas datas relativas a Fortunato Queiroz Sobrinho.

Na ordenação das gerações adotamos o modo utilizado pelo genealogista paulistano Luiz Gonzaga da Silva Leme , de dois números diante de cada nome: o primeiro número indica a geração à qual a pessoa pertence, a começar dos filhos do patriarca, e o segundo, sua posição na ordem entre os irmãos. Exemplo: "3.2" indica que o indivíduo citado é da terceira geração dos descendentes (bisneto do patriarca), e que ele é o segundo filho dos seus pais.

Em cada família segue-se, junto aos nomes dos pais, a lista geral dos seus filhos. Nesta lista, os que tiveram descendência são assinalados “q.s.s.” e seu casamento e descendência mostrados em uma nova entrada, após a lista geral. Os solteiros, e os casados sem descendência, assinalados “SG”, aparecem apenas na lista geral dos filhos. C.g. significa que de acordo com informação segura, sabe-se que o casal teve descendência, mas esta não foi descoberta.

 Note-se que a grafia "Queirós" constante do estudo do Cônego Trindade, é aqui substituída pela grafia moderna "Queiroz".

 (*) VELHOS TRONCOS MINEIROS, de Raymundo Otávio da Trindade. 3 vols., Emp. Gráfica Revista dos Tribunais, São Paulo, 1955. Versa sobre 162 famílias, na maior parte das vezes continuando as famílias da GENEALOGIA PAULISTANA, porém o cônego Raymundo Otávio sempre indica as suas dioceses de origem em Portugal.

-----------------------------------------

I

Contribuição à genealogia dos Queiroz de Ouro Preto, MG

 

João de Magalhães e sua mulher Maria da Conceição Queiroz, naturais de San Tiago de Fáía, conselho e comarca de Cabeceiras de Basto, arcebispado de Braga, foram o tronco remoto dos Queiroz da Zona do Carmo. Ao expirar o século XVIII transferiu-se para estas Minas Gerais um dos filhos deste casal:

1.1 José de Magalhães Queiroz, Capitão-mor, nascido em Faia, o qual, no distrito de Passagem de Mariana, Minas Gerais, casou com Maria Jacinta Duarte Pinto a qual  ‒ segundo o Cônego Raimundo Otávio  ‒ , "pertencia a uma distinta família local, a família Duarte Pinto". O casal teve os filhos seguintes, todos nascidos em Passagem:

2.1 Padre Antônio de Magalhães Queiroz, batizado a 28 de janeiro de 1795. Este, diz o Cônego, "não era ainda sacerdote, e estava no verdor dos anos, quando o elegeu Dom Frei Cipriano para um de seus testamenteiros. A escolha do austero prelado vale por excelente panegírico aos dotes do seu querido fâmulo". (**) Dom Frei José ordenou-o a 22-XII-1821 (trata-se aqui de Dom Frei José da Santíssima Trindade, sucessor de Dom Cipriano José - obs. dos autores).

*

(**) Diz o Cônego que"fâmulos se denominavam uns jovens de bom nascimento que, a troco de filial assistência aos prelados marianenses (até Dom Silvério inclusive). eram mantidos no palácio episcopal, onde recebiam o ensino das disciplinas eclesiásticas ministrado pelo próprio bispo, ou por mestres escolhidos, e a tempo oportuno eram admitidos às santas ordens. No episcopado de Dom Viçoso, em certa época, era de vinte e cinco o número desses fâmulos. Entre fâmulos ilustres de Mariana, dos tempos modernos, enumeram-se Dom Pedro Maria de Lacerda, que foi bispo do Rio de Janeiro, e o insigne Monsenhor Horta".

 

2.2 Padre José de Magalhães Queiroz, ordenado a 03-05-1824. Primeiro vigário colado de Mercês do Pomba por instituição canônica de 29-08-1842.

2.3 Maria Valentina q.s.s.

2.4 Bartolomeu q.s.s.

 

Maria Valentina de Magalhães Queiroz (2.3)  c. c. o Capitão de Ordenanças de Barra Longa Manuel Justiniano Gomes. Desse casal descende parte dos Gomes Queiroz de Barra Longa. 

 

Bartolomeu José de Magalhães Queiroz (2.4), batizado a 4 de setembro de 1792 na igreja de Nossa Senhora da Assunção, Mariana, Minas Gerais, c. c. Leonor Emiliana de São José. Filhos:

3.l Carlota de Magalhães Queiroz         Cap. I

3.2 Bartolomeu de Magalhães Queiroz  Cap. II

3.3 Leonor de Magalhães Queiroz        Cap. III

3.4 Bernarda de Magalhães Queiroz     Cap. IV

3.5 Fortunato de Magalhães Queiroz    Cap. V

3.6 Rosa de Magalhães Queiroz           Cap. VI

Capítulo I

Carlota de Magalhães Queiroz (3.l), ‒ Arqmor: batizada a 18 Janeiro de 1818 na Ig. de Nossa Senhora da Assunção em Diogo de Vasconcelos, Minas Gerais ‒ c. c. Severino Barbosa de Castro. Filhos, nascidos em Mariana:

4.l Antônio Augusto q.s.s..

4.2 José de Castro q.s.s.

4.3 Augusto de Castro Queiroz c. c. Teresa de Carvalho Sampaio. SG.

4.4 Francisca Luisa de Castro Queiroz c. c. Antônio Fortunato Coelho Martins. SG.

4.5 Antonia q.s.s.

4.6 Ana Teodora de Castro Queiroz, falecida solteira

4.7 Maria das Mercês

 Antônio Augusto de Castro Queiroz (4.l) c. c. Eulália Neves. Filhos:

5.l José q.s.s.

5.2 Petrônio Neves de Queiroz, falecido jovem

5.3 Antônio q.s.s.

5.4 Cícero q.s.s.

5.5 Nelson q.s.s.

5.6 Zulmira Neves de Queiroz c. c. o Dr. Cristovam Breyner. Sg.

5.7 Doralice Neves de Queiroz.

 

José Neves de Queiroz (5.1) c. c. Leonor Olive. Filha:

6.l Leonor Olive de Queiroz
 

Antônio Neves de Queiroz (5.3) c. c. Maria Luisa Muzzi. Filhos:

6.1 a 6.11: Ney —Júlio — Luís — Hélio — Gil — Floriano — Ciro — Antônio — Augusto — Alberto

— Maria Eulália.

*

  Cícero Neves de Queiroz (5.4) c. c. Judite de Oliveira. Filhos:

6.l Léa Maria de Oliveira Queiroz

6.2 Marina Lúcia de Oliveira Queiroz

*

Nelson Neves de Queiroz (5.5) c. c. Júlia de Mesquita. Filhos:

6.1 a 6.4 Maria José — Mabel — Nelson — Liliana.

**

José de Castro Queiroz (4.2) c. c Antonia Úrsula Cesímbra. Filhos, nascidos em Mariana:

5.1 Amador de Castro Queiroz, falecido solteiro

5.2 José de Castro Queiroz ‒ ArqMor: batizado: 6 de Janeiro de 1883 Nossa Senhora Da Assunção, Mariana, Minas Gerais‒.

5.3 Salvador de Castro Queiroz ‒ ArqMor: batizado a 1 Janeiro de 1882 na Ig. de Nossa Senhora Da Assunção, em Mariana, Minas Gerais ‒ .

5.4 Jovino q.s.s.

5.5 Maria Josefina de Castro Queiroz

5.6 Leonídia de Castro Queiroz

5.7 Regina de Castro Queiroz

5.8 Francisco q.s.s.

5.9 Olivia de Castro Queiroz c. c. Carnot Ribeiro de Castro. Sg.

5.10 Honorina de Castro Queiroz

5.11 Filomena de Castro Queiroz, falecida solteira.

5.12 Antonio ‒ ArqMor: indica esse filho ‒.

 Jovino de Castro Queiroz (5.4) c. c. Maria Amélia Cesímbra. Filhos:

6.1 a 6.4 Eunice — Fábio — Arinos — Márcia.

*

Francisco de Castro Queiroz (5.8) c. c. Célia Pereira. Filhos:

6.1 a 6.3: Dirceu Pereira de Queiroz — Cláudio Manuel — Marília.

**

Antonia de Castro Queiroz (4.5) c. c. José Augusto Rodrigues Ferreira. professor público de primeiras letras em Barra Longa. Filhos:

5.1 Carmélio

5.2 Elvinho

5.3 Aldemar de Queiroz Ferreira c. c. Maria de Oliveira Rocha. SG.

5.4 Líndaura de Queiroz Ferreira

5.5 Arlinda de Queiroz Ferreira c. c. José Pires da Trindade (Qn52 de Gomes, na obra acima referida).

5.6 Áurea

 Carmêlío de Queiroz Ferreira (5.1) c. c. Maria Olímpía de Carvalho. 6.17 de Carneiros. Filhos:

6.1 Maria q.s.s.

6.2 Diva q.s.s.

6.3 Cícero q.s.s.

6.4 Hélio q.s.s.

6.5 a 6/7: Helenita — Gilsen — Iara

 

Maria de Carvalho Queiroz (6.1) c. c. João Ferreira Xavier. Filho:

7.1 Ubirací

*

Diva de Carvalho Queiroz (6.2) c. c. Thomaz John T. Corfíeld, inglês. Filhos:

7.1 a 7.3: Charles — Gladys Mary — Madge

*

Cícero de Carvalho Queiroz (6.3) c.c. Maria da Conceição Coutinho. Filhos nascidos em Valença, Estado do Rio: 

7.1 a 7.4: Cícero — Carlos — Cléa — Célia.

*

Hélio de Carvalho Queiroz (6.4) c. c. Níva Porto. Filhos:

7.1 a 7.3: Líncoln — Líliam — Teresinha Cibele

**

Elvinho de Queiroz Ferreira (5.2) c. c. Ormezinda Lopes. Filho único nascido em Laginha, Estado do Espírito Santo:

6.1 Adalmário

*

Áurea de Queiroz Ferreira (5.6) c. c. Aquiles Malvini. Filha única:

6.1 Áurea Malvini,

**

Maria das Mercês de Castro Queiroz (4.7) c. c. Antônio João Pereira. Filhos nascidos em Mariana:

5.1 José, q.s.s.

5.2 Augusta, q.s.s.

 

José de Castro Queiroz (5.1) c. c. Maria do Carmo Ferreíra. Filhos:

6.1 Arinos Ferreira de Queiroz, nat. de Ouro Preto  ‒  ArqMor:  nascido a 7 de Agosto de 1901, batizado a 29 Setembro de 1901  na Ig. de Nossa Senhora da Conceição, em Ouro Preto, Minas Gerais  ‒ , falec0ido menor.

6.2 Maria da Conceição Queiroz, formada em Farmácia pela Escola de Ouro Preto. Auxiliar da Secretaria do Museu da Inconfidência. Natural de Ouro Preto.

6.3 Manuel Ferreira de Queiroz, nascido em Sabará.

6.4 Emília Queiroz de São José, nat. de Sabará.

6.5 Carlota de Magalhães Queiroz, nascida em Belo Horizonte.

6.6 Francisco de Paula Queiroz, natural de Ouro Preto, c. c. Vícentína Ferreira de Andrade.

*

Augusta de Castro Queiroz (5.2) c. c. José Agostinho de Almeida. Filhos, naturais em Mariana:

6.1 José, q.s.s.

6.2 Adalgiza, q.s.s.

6.3 Francisco q.s.s.

6.4 Irmã Clotilde, religiosa vícentina

6.5  Moacir q.s.s.

6.6 a 6.8: Naír — Iná — Valdemír

6.9 Antônio q.s.s.

6.10 Milton q.s.s.

6.11 Irmã Margarida Maria, religiosa vícentína,

6.12 Jacir q.s.s.

6.13 Altair q.s.s.

 

José Queiroz de Almeida (6.1) c. c. Rita de Cássia Godói. Filhos:

7.1 a 7.6 Teresinha — Maria do Carmo — Norma Lúcia — Paulo — Júlio Cesar — Cecília Augusta.

*

Adalgiza Queiroz de Almeida (6.2) c. c. Paulo Novais. Filhos:

7.1 e 7.2 Maria de Lourdes — Adalgiza.

*

Francisco Queiroz de Almeida (6.3) c. c. Edite Guimarães. Filhos:

7.1 a 7.3 Omar Guimarães de Almeida — Mary, e Maria da Glória

7.4 Díla Guimarães de Almeida c. c. José Antônio de Andrade.

7.5 a 7.9 Nice — Rubens — Edite — José Airton — Valdemír.

*

Moacir Queiroz de Almeida (6.5) c. c. Arminda Alves. Filhos:

7.1 a 7.4 José — Paulo — Benedito Celso — Miguel.

*

Antonio Queiroz de Almeida (6.9) c. c. Maria Augusta. Filha:

7.1 Maria Augusta.

*

Milton Queiroz de Almeida (6.10) c. c. Antonia Torrecíla. Filhos:

7.1 e 7.2 Luisa Marillac — Lúcio Flávio.

*

Jacir Queiroz de Almeida (6.12) c. c. Maria das Mercês Camponês. Filhos:

7.1 a 7.8 Maria do Carmo — José Helvécio — Afonso Guaraní — Artur — Delza — Francisco — Danilo — Roberto Amaro

*

Altair Queiroz de Almeida (6.13) c. c. Deli Fonseca Viana. Filhos:

7.1 a 7.11 Aldír — Teresinha — Lourdes Mary — Nézír — Ângelo — Maria do Carmo — Ari — Níse — José — Valdemir — Ângela Maria.

 

Capítulo II

Bartolomeu de Magalhães Queiroz (3.2) (Mor: batizado a 15 Março de 1822  na Ig. de Nossa Senhora da Assunção, em Diogo de Vasconcelos, Minas Gerais) c. c. Rita Augusta de Castro Queiroz. Filhos:

4.1 Porcina q.s.s.

4.2 Antonio q.s.s.

4.3 Olímpia q.s.s.

4.4 Amélia q.s.s.

4.5 José q.s.s.

4.6 Joaquim q.s.s.

4.7 Maria q.s.s.

4.8 Francisca q.s.s.

4.9 João de Castro Queiroz

4.10 Zelinda de Castro Queiroz c. c. o Dr. José da Silva Brandão (6n6 de Silva Brandão):

4.11 Rita de Castro Queiroz c. c. Antônio Augusto de Oliveira. Sg.

4.12 Francisco de Castro Queiroz , falecido solteiro.

4.13 Constança q.s.s.

Porcina de Castro Queiroz (4.1) ArqMor: batizada a 10 Agosto de 1865 na Ig. de  Nossa Senhora da Conceição, em Camargos, Minas Gerais, c. c. Frutuoso Gomes Monteiro. Filhos:

5.1 Maria q.s.s

5.2 Francisca q.s.s

5.3 Luís q.s.s

5.4 Randolfo q.s.s

5.5 Olímpia Monteiro da Silveira c. c. Donato Silveira.Sg.

5.6 Rita Gomes Monteiro

5.7 Frutuoso Gomes Monteiro

5.8 Porcina q.s.s

 

Maria Monteiro de Figueiredo (5.1) c. c. Abílío Nunes de Figueiredo. Filhos:

6.1/4 Agnaldo — Osvaldo — Maria Luisa — Edite.

*

Francisca Monteiro Dutra (5.2) c. c. Agenor Dutra. Filhos:

6.1 a 6.9 Moacir — Mário — Maria — Milton — Múcio — Murilo — Márcio — Marta — Marina.

*

Luís Gomes Monteiro (5.3) c. c. Angelina Silveira Monteiro. Filhos:

6.1 a 6.4 Luís — Paulo — Maria Aparecida — Francisco Fernando.

*

Randolfo Gomes Monteiro (5.4) c. c. Agostinha Alcântara. Filho:

6.1 Tarcísio

*

Porcina Monteiro (5.8) c. c. Alberto Amorim. Filhos:

6.1/2 Norma — Alberto.  

**

Antonio de Castro Queiroz (4.2) c. c. Filomena Josefina Neves. Filhos:

5.1 José de Castro Queiroz c. c. Odete Squari. Sg.

5.2 Maria q.s.s.

5.3 Antônio q.s.s.

5.4 Raimunda q.s.s.

5.5 João q.s.s.

5.6 Cristovam q.s.s.

5.7 Rute q.s.s.

5.8 e 5,9 Cícero de Castro Queiroz — Ciro de Castro Queiroz.

  

Maria de Castro Queiroz (5.2) (Mor: nascida a 10 Junho 1899, batizada a 20 Junho 1899 na Ig. de Nossa Senhora da Conceição, em Camargos, Minas Gerais, casou com Felício Queiroz. Filho:

6.1 Francisco.

 

Antônio de Castro Queiroz (5.3) ‒ ArqMor: nascido a 12 Maio de 1903 batizado a 12 de Junho de 1903 na Ig. de Igreja de Nossa Senhora da Conceição, em Camargos, Minas Gerais ‒, c. c. Elza de Lima. Filhos:

6.1 a 6.4 Elza Maria — Regina Estela — Vera Lúcia ‒ Maria Aparecida.

*

Raimunda de Castro Queiros (5.4) c, c. Edmundo Bezerril Fontenelli. Filhos:

6.1 a 6.6 Rute — Edmundo — Eder — Edna — Sônia — Túlio.

*

João de Castro Queiroz (5.5) c. c. Jandíra Naves. Filhos:

6.1 a 6.4 Antônio José — César — Maurí — Marlí

*

Cristovam de Castro Queiroz (5.6) c. c. Maria da Conceição. Filhos:

6.1 a 6.3 Antônio Raimundo — Ana Maria — Maria Aparecida

*

Rute de Castro Queiroz (5.7) c. c. Melchior Lopes. Filha:

6.1 Maria Cristina

**

Olímpia de Castro Queiroz (4.3) ‒ ArqMor: nascido a 16 Julho de 1869 batizado a 29 Janeiro de 1870 na Ig. de Nossa Senhora da Conceição, em Camargos, Minas Gerais ‒, c. c. Teófílo de Oliveira Brandão. Filhos:

5.1 Doríval de Oliveira Brandão c. c. Paula Luzes Brandão. SG.

5.2 a 5.5 José de Castro Brandão — Isabel — Maria da Conceição — Climene — Oneida.

*

Amélia de Castro Queiroz (4.4) c. c. Augusto Gomes de Queiroz, (5.32 de Gomes). Filhos:

5.1 José q.s.s

5.2 João q.s.s

5.3 Adalgisa q.s.s

5.4 Porcina q.s.s

5.5 Ester q.s.s

5.6 Vicente q.s.s

5.7 Geraldo Gomes de Queiroz.

5.8 Maria q.s.s

5.9 Rita q.s.s

5.10 Cid q.s.s

5.11 Sílvia q.s.s

 

José Gomes de Queiroz (5.1) c. c. Antonia de Magalhães Queiroz, (trineta 16 de Magalhães). Filhos:

6.1 Edír Gomes de Queiroz c. c. Sílvio Guimarães.

6.2 e 6.3 Elzira — Valter — José .  

*

João de Castro Queiroz (5.2) c. c. Maria de Magalhães Queiroz , trineta 14 de Magalhães. Filhos:

6.1 Inês c. c. José Teixeira Borges.

6.2 Iris c. c. Manuel Gomes.

6.3 a 6.10 Amâncio — Haroldo — Maria das Dores — Ifigênia — José — Iraci — Ivani — Ismar.

*

Adalgiza Gomes de Queiroz (5.3) c. c. Antônio Bento de Albuquerque. Filhos:

6.1 a 6.6 José — Nair — Jarbas — Jonas — Jair — Nadir.

*

Porcina Gomes de Queiroz (5.4) c. c. Caetano de Abreu Rôla. Filhos:

6.1 a 6.5 Rubens — Geraldo — Eunice — Clara — Augusto

*

Ester Gomes de Queiroz (5.5) c. c. Salvador Bento de Albuquerque. Filhos:

6.1 a 6.3 José.— Amélia — Amália.

*

Vicente Gomes de Queiroz (5.6) c. c. Maria Magalhães. Filha:

6.1 Ana Maria.

*

Maria de Magalhães Queiroz  (5.8) c. c. Aquiles César de Magalhães, trineto 20 de Magalhães. Filhos:

6.1 a 6.3 Aparecida — Paulo — Marta.

*

Rita Gomes de Queiroz (5.9) c. c. João Gomes de Magalhães. Filhos:

6.1 a 6.4 Vera — Maria — José — Vilma.

*

Cid Gomes de Queiroz (5.10) c. c. Clicéria Borges. Filha:

6.1 Amélia.

*

Sílvia Gomes de Queiroz (5.11) c. c. José Carneiro Martins. Filhos:

6.1 e 6.2 Nilse — Maria Amélia.

**

José de Castro Queiroz (4.5) c. c. Francisca de Moraís Castro. Filhos:

5.1 Maria q.s.s.

5.2 José de Morais Castro c. c. Maria

5.3 Rita de Morais Castro c. c. Bartolomeu de Carvalho Castro. 6.70 infra.

5.4 Geraldo de Morais Castro.

Maria de Morais Castro (5.1) c. c. Luércio de Oliveira. Filha

6.1 Lair.

**

Joaquim de Castro Queiroz (4.6) ‒ ArqMor: nascido a 21 de Setembro de 1874 batizado a 25 de Outubro de1874 na Ig. de Nossa Senhora da Conceição, em Camargos, Minas Gerais ‒, c. c. Irma Pilar de Castro. Filhos:

5.1 Nair

5.2 Geraldo Pilar de Castro, farmacêutico.

 

Nair de Castro (5.1) c. c. Emídío Magalhães, farmacêutico. Filhos:

6.1 a 6.4 Denise — Schírley — Marise — Cleonice.

**

Maria de Castro Queiroz (4.7) c. c. Luís de Carvalho Castro. Filhos:

5.1 Maria Castorina  q.s.s

5.2 Luisa q.s.s

5.3 Noeme, religiosa.

5.4 Bartolomeu q.s.s

5.5 José q.s.s

5.6 Francisco q.s.s

5.7 Orlando q.s.s

5.8 Diógenes

5.9 Diva q.s.s

5.10 Antônio de Castro.

 

Maria Castorina de Castro (5.1) c. c. o Dr. Hugo Vocurca, engenheiro. Filha:

6.1 Beatriz.

*

Luisa de Castro (5.2) c. c. Joaquim Correia. Filhos:

6.1 a 6.3 Gíslene — Inimá — Edne.

*

Bartolomeu de Carvalho (5.4) c. 1ª vez c. Hilarina de Carvalho Sampaio; c. 2ª vez c. Rita de Morais Castro, sua prima (4.5,5.3 supra).

Filhos do 1º casamento:

6.1 a 6.5 Maria da Conceição — João Luís — Maria de Lourdes — Maria Ângela — Maria Hílarína.

Filha do 2º:

6.6 Diva Maria

*

José de Castro (5.5) c. c. Maria Sampaio de Oliveira Castro Filhos:

6.1 a 6.7 Maria Delfma — Luís — Maria José — Oscar — Maria do Carmo — Maria da Conceição —Maria Aparecida.

*

Francisco de Castro (5.6)c.c. Carmen Ferreira. Filhos:

6.1 a 6.8 Luís de Paula — Carlos [acob — Cesar Augusto — Flávio José — Milton Jaques — Manso Marcos — Eliana Maria — Francisco.

*

Orlando de Castro (5.7) c. c. Cordélía de Lima. Filhos:

6.1 a 6.6 Luís Alfredo — Orlando Euler — Lucindo Bumar — Míriam — Ana Lúcia — Maria Helena.

*

Diógenes de Castro (5.8) c. c. Etel Reis. Filhos:

6.1 e 6.2 Marelene — Maria dó Carmo e Beatriz.

*

Diva de Castro (5.9) c. c. Almiro Chaves. Filhos:

6.1 a 6.4 Aldír — Roberto — Zelinda — Maria da Glória.

*

Francisca de Castro Queiroz (4.8) c. c. Alvaro Augusto de Oliveira. Filhos:

5.1 Alvarina q.s.s

5.2 Nair q.s.s

5.3/5 Efigênia — Alvaro — Delzuíta.

5.6 Maria de Castro Oliveira c. c. Joaquim Novais.

5.7/10 Sílvia — Nadír — Mozart — Ilza falecida solteira.

5.11 João q.s.s

5.12 Alvaro de Oliveira  ‒ ArqMor ‒.

 

Alvarina de Castro Lodi (5.1) c. c. o Dr. Euvaldo Lodí, engenheiro, presidente da Confederação Nacional das Indústrías, etc. Filhos:

6.1 a 6.3 Múcio — Milton — Miriam.

*

Nair de Castro Alves de Sousa (5.2) c. c. o Dr. Antônio José Alves de Sousa, engenheiro, diretor da Produção Mineral. Filhos:

6.1 Adail Alves de Sousa c. c. o Dr. José Francisco de Oliveira Moniz.

6.1 a 6.6 Nelson — Newton — Nísío — Neíder — Nélio — Alair.

*

João de Castro Queiroz (5.11) c. c. Maria do Carmo de Castro. Filhos:

6.1 Suzi.

**

Constança de Castro Queiroz (4.13)  ‒ ArqMor: nascida a 28 Setembro de 1886 batizada a 28 de Novembro de 1886 na Ig. de Igreja de Nossa Senhora da Conceição, em Camargos, Minas Geraisc. c. Lauro dos Santos Barbosa, farmacêutico. Filhos:

5.1 Dr. Ornar Barbosa. médico c. c. Estela Paladini. SG.

5.2 Áurea Barbosa, diplomada pelo Conservatório de Música de Belo Horizonte, professora na Escola Normal de Ouro Preto.

5.3 a 5.5 Edir — Almir — Valdir.

 

Capítulo III

 Leonor de Magalhães Queiroz (3.3)  ‒ ArqMor: batizada a 28 de Julho de 1815 na Ig. de Nossa Senhora da Assunção, em Diogo de Vasconcelos, Minas Gerais c. c. Antonino de Abreu e Silva. Filhos:

4.1/3 Rosalina — Maria — Antonino.

 

Capítulo IV

 

Bernarda de Magalhães Queiroz (3.4) falecida solteira.

 

Capítulo V

 

Fortunato de Magalhães Queiroz (3.5) (ArqMor: batizado a 3 Janeiro 1819 na Ig. de Nossa Senhora da Assunção, em Diogo de Vasconcelos, Minas Gerais ‒, c. c. Francisca de Paula. Filhos:

 4.1 Emília de Magalhães Queiroz c. c. Felícío Andrade. SG.

4.2 Maria de Magalhães Queiroz ‒ ArqMor: batizada a 14 de Abril de 1861 na Ig. de Nossa Senhora da Conceição, em Camargos, Minas Gerais  ‒, falecida solteira.

4.3 Fortunato de Magalhães Queiroz  ‒ ArqMor: batizado a 22 Janeiro de 1863 na Ig. de Nossa Senhora da Conceição, em Camargos, Minas Gerais  ‒, c. c. Augusta .... SG.

4.4 Honório q.s.s

4.5 José q.s.s.

4.6 Américo de Magalhães Queiroz, (ArqMor: nascido a 25 Fevereiro de 1859 batizado a 10 de Abril de 1859 na Ig. de Nossa Senhora da Conceição, em Camargos, Minas Gerais).

 

Honório de Magalhães Queiroz (4.4) é, provavelmente, o Capitão Honório de Magalhães Queiroz, ajudante de ordens do Estado Maior do 185º Batalhão da Guarda Nacional sediado em Carangola, Minas Gerais. Foi também suplente de delegado naquele município nomeado em 1894. Em Carangola existe a “rua Magalhães Queiroz”. Havia se mudado para Belo Horizonte e era falecido na ocasião do casamento de seu filho Fortunato, em 1908. Foi casado com Maria Augusta da Conceição (de Souza), residente em Belo Horizonte na data citada. Filhos:

5.1 Honório q.s.s.

5.2 Augusto, que deve ser o Augusto Martins Queiroz, operário, que contava 29 anos em 1908 quando foi testemunha no casamento de Fortunato, em Belo Horizonte, onde residia. Pode, ainda, ser o Augusto de Magalhães Queiroz que foi responsável pela construção do pavilhão da Primeira Feira Agropecuária de Carangola, em 1945, juntamente com Luiz Beletti, conforme Judity A. Serry, em sua monografia dedicada a aquela exposição (Univ. de Viçosa, MG, março  de 2007).

5.3 Fortunato q.s.s.

5.4 Laudelino

5.5 Marcolina, q.s.s.

 

*

Honório de Sousa Queiroz (5.1). tinha 32 anos e era condutor de bondes elétricos em Belo Horizonte em 1908, como consta do registro do casamento de seu irmão Fortunato (5.3, abaixo). Foi casado com Vitalína da Silveira, e ambos assinam como testemunhas o referido registro. Filhos:

6.1 Alzira q.s.s

6,2 João da Silveira Queiroz c. c. Otílía da Fonseca Queiroz.

6.3 Honório q.s.s

6.4 Geralda q.s.s

6.5 Luzia q.s.s

6.6 Irene Vítalína de Queiroz.

6.7 Antônio q.s.s

6.8 Elson q.s.s

6.9 Edson q.s.s

 

Alzira de Queiroz (6.1) c. c. Dante Botoni. Filhos:

7.1 a 74 Osvaldo — Maria — Márcia — Fernando.  

*

Honório da Silveira Queiroz (6.3) c. c. Marieta França. Filhos:

7.1/3 Rui — Murilo — Zílda,

*

Geralda Queiroz (6.4) c. c. José Píantanída. Filhos:

7.1/2 Newton — Mauro.

*

Luzia Alice de Queiroz Silveira (6.5)  c. c. Nelson Vaz de Melo Silveira. Filhos:

7.1/4 Henrique — Lêda — Heraldo — Hermínio.

*

Antônio José de Queiroz (6.7) casou em 21.04.1918 com Irene Cunha. Filhos:

7.1/2 Marília — Marlene — Honório — Antônio Geraldo — Mafalda

*

Elson José de Queiroz (6.8) c. c. Haydéa Ferreira de Queiroz. Filho:

7.1 Wagner Ferreira de Queiroz.

*

Edson San Geraldo de Queiroz (6.9) c. c. Jandira da Silva Queiroz. Filha:

7.1 Nazires de Queiroz.

**

Fortunato (de Souza) Queiroz Sobrinho (5.2), (infomor: nascido em Camargos, Município de Ouro Preto Minas Gerais, a 13 Março de 1881(os familiares comemoravam o dia ), batizado a 29 Maio de 1881 na igreja de Nossa Senhora da Conceição, e falecido com 64 anos, a 28 de setembro de 1945, em Belo Horizonte; empregado do Estado de Minas conforme consta do registro de seu casamento no cartório do primeiro distrito de Belo Horizonte (Liv. 006-B, fls. 171, n. 78), casado a 30 de maio de 1908, com 27 anos completos de idade, com Maria Ignês Ribeiro a qual apresentou permissão escrita dos pais para se casar por ser menor de idade; era natural de São Paulo de Muriaé, MG,  filha de José Luiz Ribeiro, natural de Matozinhos do Sabará, e de Ignez Maria Paulina, natural do distrito de São Francisco de Paula da Boa Família do mesmo município, todos residentes em Belo Horizonte.

Pelo lado paterno era neta de Hylário Ribeiro Ferreira e de Maria Luiza de Carvalho, conforme o registro civil feito na data do seu nascimento, os quais viviam e tinham terras em Matozinhos do Sabará. Conforme o mesmo registro, pelo lado materno era neta de Luiz Pedro de Mattos e de Paulina Silvéria da Costa, moradores em São Francisco da Boa Família. Foram testemunhas nas cerimônias civil e religiosa Honório de Souza Queiroz (5.1 acima), e Augusto Martins de Queiroz (provavelmente o mesmo 5.2 acima). O ato religioso foi celebrado na mesma data do casamento civil, na Igreja Matriz de São José, paróquia de residência dos nubentes, constando do seu registro (Liv. 1906-1912, fls. 94, n. 70) que o noivo fora batizado a 14 de março de 1880, em Mariana, e a noiva aos 21 de janeiro de 1890 na Igreja de São Paulo, em Muriaé. Tais datas não são, porém, de batizado, mas de nascimento: concordam com as datas tradicionais da comemoração anual de seus aniversários, O batismo de Maria Ignez deu-se na matriz de Muriaé a 23 de fevereiro de 1890.

Os nomes da noiva e de seu pai estão incorretamente registrados como “Almeida”. Aparentemente José Luiz Ribeiro fez uma tentativa de mudar o nome da família de “Ribeiro”, do seu pai, para “Almeida”. Houve protestos e parece que apenas ele continuou a se assinar “Almeida” e deve ser o mesmo José Luiz de Almeida que consta como testemunha no registro de casamento de sua irmã, Eulália Ribeiro, celebrado a 6 de julho de 1912 (Cart. de Matozinhos, Livro 1, fl. 12, termo 22). Nesse registro sua mãe Maria Luiza, que no Cartório de Muriaé, no nascimento da filha ele havia declarado chamar-se Maria Luiza de Carvalho, e no nascimento de seu filho Ulisses declarou ser Maria Luiza Ribeiro, aparece como Maria Luiza de Almeida.

A Certidão de batismo obtida na Matriz de São Paulo em Muriaé confirma o nascimento de Maria Ignez a 21 de janeiro de 1890 e a celebração do batizado no dia 23 de fevereiro de 1890, domingo, sendo padrinhos (no batizado) João Martins Pereira e Maria Cândida de Jesus (Livro 3, fls. 41).

Por informação de Maria Inês a um de seus netos, seu pai, José Luiz Ribeiro, emigrara de Matozinhos para a Zona da Mata na companhia de um irmão quando – supomos que devido à chegada da ferrovia Leopoldina Railways a Muriaé –, a região entrara em fase de grande desenvolvimento econômico.

Em Muriaé José Luiz se casou com Inês Maria Paulina, a qual guardava parentesco com a nação Indígena da região. Efetivamente, o antigo distrito de São Francisco de Paula da Boa família era reduto dos índios Puri, que habitavam a região de Além Paraíba e Leopoldina, em Minas Gerais. Desse mesmo local e com igual descrição é natural a bisavó do governador de Minas Milton Soares Campos, Cândida Maria da Conceição (ou Cândida Maria de Jesus), nascida por volta de 1814, conforme consta da biografia daquele conhecido político, de autoria de  Pedro Wilson Carrano Albuquerque no Site da Usina de Letras.

A família de seu pai, Pedro de Mattos, era conhecida e tradicional, constando do Almanak Administrativo Civil e Industrial da Provincia de Minas-Gerais do ano de 1872 a 1873, (organizado e redigido por Antônio de Assis Martins, propriedade da Provincia, Ouro Preto, Tipografia do Echo de Minas, Rua Nova 27°) referencias a Manuel Pedro de Mattos, lavrador, ao Alferes Caetano Pedro de Mattos, juiz de paz e suplente de delegado, e Manuel Pedro de Matos Sobrinho, negociante. Na página www.carmodacachoeira.net Leonor Rizi informa que em “Aportes à Genealogia Paulistana”, consta "Carolina Leopoldina de Souza, viúva de Antonio Pinto De Moraes, em 08.07.1842 contrae segundas núpcias com João Pedro de Mattos.”

Com a construção de Belo Horizonte no final do século XIX, o pai, interessado em novas oportunidades, trouxe a família para o sítio da construção, contando ela 4 anos de idade.

Ainda segundo suas revelações, a casa em que foi morar com o marido em Prudente de Morais foi cedida pelos seus familiares de Matozinhos. Lá nasceram alguns de seus filhos. Prudente de Morais foi o antigo vilarejo de Lagoa do Cercado – que pertenceu ao distrito de Capim Branco, e foi criado distrito e se tornou parte do município de Matozinhos em 1923, e hoje é Município.

Tal como a conheci, a casa, muito bem construída em dois níveis unidos por escada de dois degraus, tinha  sete cômodos bastante amplos para os padrões da época, mais um pequeno cômodo, espécie de despensa ou pequeno depósito, que era parte da cozinha, e uma escada para o quintal onde havia, junto à casa, uma cisterna com cerca de 10 metros de profundidade, Situava-se em um terreno um pouco inclinado para o fundo, com cerca de 2000 m2, com várias árvores frutíferas, que começava largo na beira da estrada de terra para Sete Lagoas e terminava estreito na margem da lagoa; dava frente para a Estação da Estrada de Ferro Central do Brasil. Essa casa é hoje o nº 590 da Avenida Brasília, a antiga estrada.

Naquele povoado Maria Ignês Ribeiro Queiroz foi por muitos anos Agente dos Correios, função em que era auxiliada pelo marido Fortunato, que mais tarde a substituía alternadamente no atendimento da Agência, depois que a família voltou a residir em Belo Horizonte. O movimento postal no Distrito se devia em parte ao “Campo de Sementes de Cereais e Leguminosas” do Ministério da Agricultura instalado naquela localidade.

Depois do falecimento do seu pai, o elo de Maria Ignês Ribeiro com os familiares paternos em Matozinhos se manteve através de sua tia Maria Eulália Ribeiro, casada com Francisco Loura, avós do Sacerdote P. João Luiz Loura, Administrador da paróquia de São Vicente, em Baldim. O casal recebeu várias vezes, em sua fazenda de Araçás, netos e bisnetos do irmão e cunhado José Luiz.

 

Registro de batismo de Fortunato Queiroz Sobrinho lançado no Livro de Batizados da Igreja

Filhos de Fortunato e Maria Ignês, não incluidos na ordenação por falta de dados,  (homenagem aos tios do mesmo nome), falecidos crianças .

6.1 Anna q.s.s (1909)

6.2 Alice Ribeiro Queiroz; foi por muitos anos Diretora da Biblioteca da Feira Permanente de Amostras, em Belo Horizonte.

6.3 José Augusto q.s.s (1915)

6.4 Julíeta q.s.s. (1916)

6.5 Elzira Queiroz, nascida a  29 de setembro de 1918, professora formada pela Escola Normal de Belo Horizonte e funcionária da Estrada de Ferro Central do Brasil.

6.6 Lenice q.s.s (1920)

6.7 Elça, q.s.s. (1922)

6.8 Maria Ignês, q.s.s (1925)

(6.9) Clóvis Queiroz, n. em 25-02-1927 em Prudente de Morais, e falecido em Betim, MG, a 16.07.1984; foi c.c. Maria Cândida. Criou um filho adotivo, Antônio, falecido criança.

6.10 Iris, q.s.s. (1929)

Anna Augusta de Queiroz (6.1), nascida a 11 de fevereiro de 1909 em Belo horizonte, filha de Fortunato Queiroz Sobrinho, natural de Passagem de Mariana, e de Maria Inês Ribeiro Queiroz, natural de São Paulo de Muriaé, Minas Gerais, neta paterna de Honório de Magalhães Queiroz  e Maria Augusta de Souza, e neta materna de José Luiz Ribeiro, natural de Matozinhos, Minas Gerais, e de Inês Maria Paulino; é citada sob o título . É citada sob o título Magalhães Queiroz, na obra Velhos Troncos Mineiros, de autoria do Cônego Rai­mundo Otávio da Trindade, já citado ( v.II, p. 13), sendo ela pentaneta, pela linha masculina, de João de Magalhães e de sua mulher Maria da Conceição Queiroz, naturais de Santiago de Faia, Conselho e Comarca de Cabeceiras de Basto, arcebispado de Braga, Portugal. c. c. Agnaldo Nogueira Cobra, cuja ascendência e descendência é mostrada no livro Um Comerciante do Século XVIII, na genealogia dos Nogueira Cobra. O casal teve a felicidade de festejar as Bodas de Ouro a 29 de dezembro de 1982, em Brasília. Filhos:

7.1 Rubem q.s.s.

7.2 Lourdes, q.s.s.

7.3 Roberto, q. s. s.

Rubem Queiroz Cobra, geólogo, nascido a 19 de outubro de 1933 em Belo Horizonte. Cursou o  ensino primário no Grupo Escolar Olegário Maciel e o ginasial e científico no Colégio Anchieta onde mais tarde lecionou; diplomou-se em História Natural na Faculdade de Filosofia da Universidade de Minas Gerais com foco em geologia, e foi, segundo nota do Estado de Minas de 18 de fevereiro de 1962, o primeiro a obter o grau de doutor em Geologia pela Universidade Federal de Minas Gerais. Foi empregado da Cia. Belgo Mineira em  1958 como acompanhante do Geólogo Robert Grier Reeves, do grupo americano que mapeou o quadrilátero ferrífero pelo programa Ponto 4, assim denominado em referência à clausula 4 do acordo Brasil-Estados Unidos que especificava a colaboração no desenvolvimento do país, e teve seu nome como co-autor do mapa geológico da quadricula de Rio Piracicaba e no mapa da mina de Manganês de Morro Agudo, ambos publicados pelo USGS em 1959. Ainda ao final de 1958 foi convidado para integrar o corpo docente de americanos e outros estrangeiros na criação do curso de geologia no Recife, Pernambuco, dentro do programa de metas do Presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira,  gerenciado pela CAGE - Campanha de formação de Geólogos.

Na Escola de Geologia do Recife lecionou Geologia Estrutural e Geologia de Campo para a primeira turma, como assistente do professor John Tomas Stark permanecendo como professor dessas matérias desde a interrupção do programa até 1970, quando se transferiu com a família para Brasília, onde foi assessor técnico da Secretaria Geral do Ministério do Interior. Participou de vários "programas especiais" de desenvolvimento de microrregiões,  como representante do Ministro nas comissões de gestão do Programa de Desenvolvimento dos Cerrados (POLOCENTRO), o Programa de Desenvolvimento do Pantanal (PRODEPAN), o Programa de Desenvolvimento da Grande Dourados (PRODEGRAN) e o   Programa de Desenvolvimento da Região Geoeconômica de Brasília,. Nessa qualidade foi membro do Grupo Executivo da Industria de Mineração, um remanescente do Programa de Metas do Presidente Juscelino, coordenado pelo Ministério de Minas e Enegia. Aposentou-se em 1985.

Casou em 1960, no Recife, com Maria José da Silveira Távoranatural de Bom Jardim, Pernambuco,, filha de José da Silveira Távora e de Maria Vitória de Araújo Távorarestauradora de livros e documentos no laboratório de restauração da Imprensa Nacional, executou trabalhos de conservação na biblioteca do Memorial JK e na biblioteca do Palácio da Alvorada, e apos aposentar-se da Imprensa, colaborou na implementação do laboratório de conservação e restauração da Universidade de Brasília. Publicou o livro Documentação Colonial: Lembrança de uma Campanha, relativo ao seu trabalho em prol dos arquivos dos municípios brasileiros da época colonial, e o Pequeno Dicionário de Conservação e Restauraçao de Livros e DocumentosFilhos do casal:

13.1 Daniel, nascido no Recife, Pe., em 2 de junho de 1961, engenheiro eletrônico com mestrado em eletrônica e doutorado duplo em engenharia oceânica e eletrônica pelo MIT-Massachusetts Institute of Technology nos Estados Unidos, foi professor adjunto concursado da Universidade de Brasília, e reside e trabalha atualmente em Florianópolis, Santa Catarina.

13.2 Eveline, nascida no Recife, Pe, a 30 de agosto de 1964, analista de sistemas com mestrado pela Universidade de Boston nos Estados Unidos, casou em Framingham, Massachusetts, na Igreja de Santa Brígida, a 17 de outubro de 1992 com  Don Michael. Morrier, engenheiro eletrônico, natural de Kingston, Estado de Nova York, filho de Leon Francis. Morrier e Evelyn Ann Barkley Morrier. Filhos do casal:

14.1 a 14.3; Isaac, Marrie e Simon.

13.3 Jeannine, nascida no Recife, Pe, a 30 de agosto de 1964, arquiteta com cursos de aperfeiçoamento no Instituto Politecnico de Milão, casou na Catedral de Monza a 20 de novembro de 1993 com Guglielmo Marco Maria Migliorino, médico, filho de Giuseppe Migliorino e Francamaria Migliorino. Filhos do casal:

          14.1/2 Giuseppe Paolo e Élena.

13.4 Claudine, nascida no Recife, Pe, a 30 de janeiro de 1966, médica com doutorado na Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, foi pesquisadora da mesma Universidade e atualmente é técnica do Banco Mundial, em Washington. Casou em San Francisco, na igreja de Santa Catarina de Sena, em 27 de março de 1999, com o médico Rodney Erwin Willoughby Jr., filho de Rodney Erwin Willoughby e Marie Josephine Willoughby.

13.5 Bruno, nascido em 14 de janeiro de 1968 em Brasília, bacharel em Administração.

*

12.2 Lourdes Queiroz Cobra (12.2) (sua nota: nascida em Belo Horizonte em 1 de maio de 1935 e falecida em em 30 de junho de 2019, bacharel em Botânica. Foi professora pioneira da Universidade de Brasília, e eatá entre entre as as primeiras pesquisadoras da Fundação Zoobotânica do Distrito Federal. Casou a 30 de dezembro de l971 em Brasília com Alvacir Alberto Fedalto, engenheiro agrônomo, pesquisador na Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias, nascido a 25 de fevereiro de 1942 em Canoínhas, Santa Catarina, filho de Bernardino Fedalto, de ascendência italiana, cuja genealogia está descrita no livro de autoria de dom Pedro Fedalto, Arcebispo de Curitiba, e de dona Maria Iracema Kohler Fedalto, de ascendência alemã. Filhos do casal: Filipe Tomé e Alda Catarina

..

Roberto Queiroz Cobra  (12.3), técnico em Administração pela Universidade de Brasília, nascido a 28 de outubro de 1940 em Belo Horizonte, foi chefe da Assessoria Especial do Governador Elmo Serejo Farias. Casou em 25 de outubro de 1980 com Maria Abadia de Abreu, técnica em Comunicação Social, nascida a 15 de agosto de 1944 em Pontalina, Goiás, filha de Jorge de Abreu e Avelina Ribeiro de Abreu. Filhos do casal:

13.1/2 Mariana - Agnaldo

*

José Augusto Queiroz (6.3) nascido em 04 de janeiro de 1915 em Belo Horizonte e falecido 9 de julho de 2007 em Lagoa Santa; foi funcionário dos Correios e Telégrafos em Belo Horizonte e, depois de aposentar-se daquela Agência, foi Diretor do Departamento de Árbitros da Federação Mineira de Futebol; casou a 5 de setembro de   1942, em Belo Horizonte, com Nair Amorim, nascida em Lagoa Santa, MG, em 16/01/1917, filha de Adelino Amorim, natural de Montes Claros e radicado em Lagoa Santa, onde dedicou-se ao curtume e confecção de calçados, e foi por muito tempo Juiz de Paz da cidade, e de Maria Cecília dos Santos. A família transferiu-se para Belo Horizonte em 1933.

Nair, a sexta  dos filhos , estudou no Colégio Sagrado Coração de Jesus em Belo Horizonte, onde fez o Curso Normal, e foi professora estadual concursada das Escolas Reunidas Benjamim Guimarães, destacando-se como uma das melhores alfabetizadoras da época; aposentou-se com 25 anos de trabalho, e veio a falecer em 12 de julho de 2002. Filhos, todos nascidos em Belo Horizonte, MG:

7.1 Sônia Maria Amorim Queiroz, professora formada na Escola Normal Estadual de Minas Gerais, em Belo Horizonte,com vários cursos de extensão em Pedagogia; nascida em 14-06-1943;

7.2 Anselmo, q.s.s.

7.3 Danilo. q.s.s.

7.4 Helvécio q.s.s.

7.5 Maria Beatriz q.s.s

7.6 Marcos Tadeu  Amorim Queiroz n. 28-10-58

7.7 Valéria Amorim Queiroz n. 09-10-63

 

Anselmo Amorim Queiroz (7.2), n. em 21-04-1945, c. c. Maria Antonieta Lotti n. 27-07-47. Filhos:

8.1 Fabiana, q.s.s.

8.2 Leonardo q.s.s.

 Fabiana Lotti Queiroz (8.1), n. 04.11.1971 em  Belo Horizonte, c.c. Alejandro Galdanes, n. no Chile. Filha:

9.1 Clara Queiroz Galdanes, n. 17.01.2003, no Rio de Janeiro.

9.2  Caio  Lotti Queiroz Rodrigues, n. 26/12/ 2014, no Rio de Janeiro.

9.2 Leonardo Lotti Queiroz, n. 18.12.1975, em Belo Horizonte, c. c. Verônica da Silva Lotti Queiroz, em

02/05/2009.

Danilo Amorim Queiroz (7,3) n. 16-08-47 c.c. Maria Efigênia de Aquino Amorim Queiroz n. 11-12-47. Casou em 31/05/1978. Filhos:
___

**

Danilo Amorim Queiroz (7,3) n. 16-08-47, casou em 31/05/1978 com Maria Efigênia de Aquino Amorim Queiroz n. 11-12-47. Filhos:

8.1/2 Mariana — Lucas

*

Helvécio Amorim Queiroz (7.4) n. 03-02-50 c.a 18-01-1974 c. Sandra Regina Peixoto Queiroz n. em 05-03-54. Filhos:

8.1 Rodrigo q.s.s

8.2 Silvana q.s.s.

8.3 Gustavo q.s.s.

8.4 Matheus Peixoto Queiroz, n. em 30.09.1982, em Belo Horizonte. c.c. Juliana.

___

Sua Nota: Helvécio Amorim Queiroz (7.4) n. 03-02-50 c. c. Sandra Regina Peixoto Queiroz n. 05-03-54.18/01/1974  Filhos:

8.1 Rodrigo q.s.sxxxxxxxxxxxxx

8.2 Silvana q.s.s.xxxxxx

8.3 Gustavo q.s.s.xxxxxxxxxx
___ 

Rodrigo Peixoto Queiroz (8.1) n. em 16.03.1974,  c.c. Thelma Oliveira. Filhos:

9.1/2 Augusto Oliveira Queiroz e Antonieta Oliveira Queiroz, gêmeos n. em 26.11.2006, em Belo Horizonte.

*

Silvana Peixoto Queiroz (8.2), n. 01.12.1978, c.c. Thiago de Souza. Filhos:

9.1 Carlos Eduardo n. em 26.11.2004, em Belo Horizonte.

9.2 Júlia n. em Lagoa Santa, em 16.05.2009.

9.3 Miguel n. em Belo Horizonte, em 29.07.2011.

*

Gustavo Peixoto Queiroz (8.1) n. em 26.04.1980, c.c. Lorena . Filho:

9.1 João Victor, n. em 10.05. 2008.

**

Maria Beatriz  Amorim Queiroz (7.5) n. 28-02-52 em Belo Horizonte, c.c. Adelmo Arruda, n. 28-02-49 e falecido em 07/08/2019.... Filhas:

8.1 Letícia, q.s.s.

8.2 Erika q.s.s.

 Letícia Queiroz Arruda (8.1), n. em Belo Horizonte, em 03.07.1978, c.c. Leonardo Fonseca. Filho:

9.1 Bernardo Arruda Fonseca, n. em 26.01.2012, no Rio de Janeiro.

9.2 Beatriz n. em 10/06/2016, no Rio de Janeiro.

Erika Queiroz Arruda (8.2), n. em Belo Horizonte, em 13.08.1979, c.c. Leonardo Roberto. Filho:

9.1 Pedro Arruda Roberto, n. 04.11.2001, em Vitória, ES.

***

Julieta Queiroz (6.4), n. em 30.09.1916, em Prudente de Morais, MG, funcionária da Estrada de Ferro Central do Brasil, c. em 1938 c. Ephigênio Ouropretano Horta, n. em Ouro Preto em 30.01.1913, filho de João Horta, nascido em Santa Luzia em 1859, e falecido em 1938, funcionário da Estrada de Ferro Central do Brasil, maestro e compositor sacro, e de Lucília Guimarães Horta, de Sabará, dados revelados por sua irmã Geralda Magela Horta, mãe do guitarrista, violonista e compositor Toninho Horta, no Blog do Museu Clube da Esquina. Seguiu os passos do pai como ferroviário e foi presidente da Caixa de Aposentadoria e Pensão dos funcionários da Empresa, candidato a Deputado Estadual em Minas, fundador e presidente da Federação dos Clubes de Minas Gerais, e Diretor do Clube Belo horizonte, do Minas Tênis Clube e do Jaraguá Country Clube. O casal residiu em Belo Horizonte e no Rio de Janeiro e teve a felicidade de festejar as Bodas de Ouro em 1988. Filhos:

7.1 Maria Luiza.q.s.s.

7.2 Paulo Antônio.q.s.s.

 Maria Luiza (7.1) n. 12.06.1941 em Belo Horizonte, MG, arquiteta e urbanista formada pela U. F. M. G. casou em 17.03.1973 com Eduardo Ferreira Diniz, natural da mesma cidade, falecido em 05.06.2008. Filhos:

8.1 Ana Luiza q.s.s.

8.2 João Paulo q.s.s.

Ana Luiza (8.1) n. em 21.04.1974, em Belo Horizonte, MG, casou com Marco Aurélio de Oliveira Benfica, em 10.11.2001.

João Paulo (8.2) n. em 15.01.1979, em Belo Horizonte, MG, casou com Maria Tereza Martins, n. em Belo Horizonte, hoje moradores em Curitiba, Paraná. Filha:

9.1 Júlia, nascida em 06-01-2015

*

Paulo Antônio (7.2),admistrador de empresas, trabalhou muitos anos como diretor de Compras da empresa de laticínios Itambé, em Belo Horizonte; n. em 05. 08.1945, faleceu em 30.06.2001. Casou c. Maria Cristina Martins de Lima, n. em Belo Horizonte em 27.02.1949. Filhos:

8.1 Rodrigo n. em 28.05.1978, Belo Horizonte.

8.2 Leonardo n. em 26.06.1980, Belo Horizonte, casou com Ana Paula Dias Ribeiro, de Engenheiro Navarro, MG. Filha:

9.1 Maria Eduarda, n. em Belo Horizonte, em 04.12.12

9.2 Paulo, n. em Montes Claros, em 12.05.2017.

***

 

 

Lenice Queiroz (6.6) , n. 21.08.1920, em Prudente de Morais, MG, faleceu em Pirapora em 24.02.1984, c. c. Pedro de Santo Amaro Horta, n. 29,06,1915 em Santo Amaro, hoje Queluzito, MG, irmão de Ephigênio em 6.2 acima, ambos  funcionários da Estrada de Ferro Central do Brasil. Atuou como cantor na Rádio Inconfidência, em Belo Horizonte, nas décadas de 40 e 50. Após sua aposentadoria foi diretor técnico da Federação Mineira de Futebol Amador e comentarista de futebol. Filhos:

7.1 Byron Queiroz Horta, engenheiro, n. em Belo Horizonte em 01.05.1943, faleceu em 19.12.1971;

Sua Nota: 7.2 Marcelo Queiroz Horta, n. em Belo Horizonte a 22.12.1944 c. com Lourdes Helena Machado em 1983.
_____

7.3 Mauro Queiroz Horta, administrador de empresas, pioneiro na área da computação em Belo Horizonte, nascido nessa Capital a 09.01.1947;

7.4 Cláudio q.s.s.

7.5 Regina Márcia q.s.s.

 

Cláudio Queiroz Horta (7.4) n. a 26.12.1951 em Belo Horizonte, casou com Luciana Moreira Zanetti, em 26.02.1989, faleceu em 03.12.1990. Filha:

8.1 Natália, nascida em Belo Horizonte a 18.05.1989.

*

Regina Márcia Queiroz Horta (7.5), psicóloga, n. em Belo Horizonte, 27.10.1958, casou em 05.01.1980 com Ivan Aroeira Campos, de Teófilo Otoni. Filhas:

8.1 Ramiah, n. em Soledade de Minas, MG, em 22.08.1981;

8.2 Amanda n. 07.03.1987, em Nazaré Paulista, SP;

8.3 Nayana, n. 02.10. 1991, em Belo Horizonte, MG.

**

Elça Queiroz (6.7), n. em Prudente de Morais a 31.12.1922, falecida em 29/09/2018 funcionária da Secretaria de Agricultura de MG, casou com Geraldo Gonçalves Dias, de Curvelo, MG. criador de gado e funcionário  da Estrada de Ferro Central do Brasil em Montes Claros, onde gozou de amizade e prestígio entre as pessoas gradas da cidade, filho de Joana Gonçalves Dias, viúva à época do seu matrimônio. O casal residiu em Montes Claros e posteriormente em Belo Horizonte. Filhas:

7.1 Maria Isabel q.s.s.

7,2 Ana Alice, n. em Belo Horizonte a 05.07.1967.

 

Maria Isabel Queiroz Dias (7.1), engenheira civil formada pela Universidade Católica de Minas Gerais em Belo Horizonte. nasceu em 09.01.1963, em Montes Claros; casou em 09/02/2001 com Fernando Barbosa de Mello Castro, nascido em 15/04/1963, em Belo Horizonte. Filha:

8.1 Fernanda, nascida a 27.05.2002, em Uberlândia, falecida em Belo Horizonte a 16/10/2017.

**

Maria Ignês Queiroz (6.8), n. em 23.03.1925,  casou em Belo Horizonte, a 08.07.1954 com Célio de Paula Mattos, ambos funcionários da Secretaria da Agricultura de MG. Filhos:

7.1 Paulo César q.s.s. (lista)

7.2 Vitor Márcio de Queiroz Mattos (lista)

7.3 Déia Lúcia, q.s.s.(lista)

7.4 Maria Inês (lista)

7.5  Marcus Vinicius, n.06/02/1963.(lista)

Paulo Cesar (7.1) n.22/02/1956,   c. c. Adriana Cleusa Porto, em 14/11/1981, (?q.n. 07/11/60). Filhos:

8.1.Paulo César de Queiroz Mattos Junior, n.02/08/1982,

8.2 Fabiana Porto Mattos, n.18/10/1984,

8.3 Leonardo Porto Mattos, n.02/03/1990

Vitor Márcio de Queiroz Mattos (7.2), nascido a 17-01-57, c.c. Marlene de Magalhães Sandy, filha de Gabriel de Magalhães Sandy e Rosa Aguero de Magalhães Sandy. Cg. (tiveram 2 filhas).

Déia Lúcia Queiroz Mattos (7.3), nascida em Belo Horizonte a ...... , casou, em 17-12-1988 com Marcelo Francisco Moisés...... Filhos:

8.1 a 8.3 Guilherme, Petrusca(?) e Rafaela.

Maria Inês (7.4) n.24/05/1965, casou c. em 25/09/1993 com Aloisio Souza Bicalho, n. 01/01/1962. Filhos

8.1 Arthur Felipe Mattos Bicalho, n.22/12/1995

8.2 Igor Felipe Mattos Bicalho, n.12/12/2003 

*

Iris Queiroz (6.10), n. em Prudente de Morais a 18/09/1929, e faleceu em 11-10-2017; casou em Belo Horizonte, a 16 de julho de1955 com José Waldir Paixão Pinto, bancário, filho de Adolfo Pinto e Maria Paixão Pinto. Filhos, todos nascidos em Belo Horizonte:

7.1/4 Maria Lízia, engenheira de alimentos, atualmente professora  da Universidade Federal de Marília, São Paulo, n. 02/12/1957;

7.2 José Henrique n. em 14/04/1956, cursou no Colégio Militar de Belo Horizonte (1968 – 1973) o ensino fundamental, e parte do ensino médio, concludo no Colégio Santo Antônio em 1974; diplomou-se na Universidade Federal de Minas Gerais em Engenharia química no ano de 1979. Obteve o grau de Mestre em Engenharia química na École Nationale Supérieure des Industries Chimiques da Université de Lorraine (França) em 1983, e o grau de Doutor em Engenharia química na Université Laval, no Canadá, em 1993. Ocupou várias posições em universidades e empresas, entre elas: a Usiminas, em Ipatinga, MG, como engenheiro, de 1980 a 1982; a Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte, como professor de engenharia química, de 1984 a 1985; a Michigan State University (em East Lansing, EUA), como pesquisador em pós-doutorado, de 1993 a 1995; a Oracle – JDEdwards (em Denver, EUA), como redator técnico, de 1996 a 1997; a Reynolds and Reynolds-UCS (em Houston, EUA), como educador corporativo, de 1998 a 2002; a Bryan Research and Engineering (em College Station, EUA), como engenheiro consultor, 2002; a Advanced Industrial Components (em Oakville, Canadá), como engenheiro, de 2005 a 2007; e a SAIT Polytechnic (em Calgary, Canadá), como  professor de engenharia química, de 2007 a 2010; a WSP Global (em Calgary, Canadá), como engenheiro, de 2011 a 2015; a McIntosh Perry-Energy (Calgary, Canadá), como engenheiro, de 2015 a 2018; e a Sofresid Engineering (em Lyon e Pau, França), como engenheiro, de 2019 a 2020.

7.3 Maria Ângela, psicóloga, n. em 23/05/1962; casou com Marçal F. Magalhães 07-10-81.

7.4 José Alexandre, piloto civil, atualmente trabalha em uma empresa americana de aviação; n. em 27/03/1961.

**

Marcolina Queiroz (5.5) Incluida na dúvida, louvando-se os autores na informação de José Henrique Queiroz Pinto em sua postagem de abril de 2014: "Acho que poucos viram a mãe de Mercedes. Parece que morreu ao dar à luz. Possivelmente se chamava Marcolina Queiroz." Mãe de:

6.1 Mercedes, q.s.s.

Mercedes Queiroz Barbosa (6.1) , segundo tradição da família, foi casada com José Rodrigues Barbosa. Foi criada pelo tio Fortunato (5.3 acima) em Prudente de Morais, à época um distrito de Sete Lagoas, MG.  Por ocasião da gripe espanhola, em 1918, revelou Elsa Queiroz Dias que a família toda ficou acamada, inclusive vovó Maria, e quem cuidou de todos e de tudo e salvou a família com comida fortificada, asseio, etc. foi Mercedes, que por milagre não havia contraído a gripe. Foi casada com José Rodrigues Barbosa. Filhos:

7.1 Edwiges Queiroz Barbosa. Tinha o apelido de Filhinha. Formou-se professora na Escola Normal em Belo Horizonte e tornou-se comunista. Perseguida pela Polícia Política, não pode lecionar e junto com o marido que também era comunista, passou por grandes dificuldades em sua vida.

7.2 Hélio Queiroz Barbosa, que também teve uma vida precária. Em um registro policial constam os nomes do pai e da mãe, e seu nascimento em Prudente de Morais, Minas Gerais, no ano de 1922, dados  extraídos de documento que poderia ser falso.

***

José de Sousa Queiroz (4.5) c. c. Maria Lúcia Ferreira de Aguiar. Filhos:

5.1/2 Florisbela e Maria.

5.3 José q.s.s

5.4 Pedro de Sousa Queiroz.

5.5 Rita de Sousa Queiroz.

5.6 Anna de Sousa Queiroz (ArqMor: nascida a 1 Janeiro 1885, batizada a 1 Março 1885 na igreja de Nossa Senhora da Conceição, em Camargos, Minas Gerais).

 *

José de Sousa Queiroz (5.3) c. c. Rosalina Neves, filha de José Alves das Neves e de Porcina Neves. Filhos:

6.1 Ifigênia

6.2 Aurea

6.3 Iná

6.4/5 Olga Neves — Nilza Neves.

Ifigênia Neves de Queiroz (6.1) c. c. o Dr. Mário de Andrade Gomes, advogado e secretário do Colégio Estadual de Belo Horizonte. Filhos:

7.1/3 José Flávio — Ana Maria — Ana Helena.

*

Aurea Neves de Queiroz (6.2) c. c. Geraldo Gonçalves Cota. Filhos:

7.1/2 Marco Aurélio — Maisa Helvécia.

*

Iná Neves de Queiroz (6.3) c. c. Mário Grosso. Filhos:

7.1/3 Elvira — Júlio — Rui.

Capítulo. VI

 

Rosa de Magalhães Queiroz (3.6) Mor: batizado a 5 de Março de 1821  na Ig. de Nossa Senhora da Assunção, em Diogo de Vasconcelos, Minas Gerais) c. c. José Bernardino dos Reis. Filho:

4.1 Maria José q.s.s.

4.2/3 José Bernardino — Lúcio Bernardino.

Maria José de Godói (4.1) c. c. Cândido Joaquim de Godói. Filhos:

5.l José q.s.s

5.2 Olinto q.s.s.

5.3 Leontína Godói.

5.4 Albertina Godói c. c. Quíntíno Alves Neves. Sg.

5.5 Cândido Joaquim q.s.s.

5.6 Ana q.s.s.

5.7 a 5.10 Tito Lívío — Antônio — Olívia — Augusto, falecidos solteiros.

5.8 Arlindo Godói c. em 1946 c. Jacinta Silva.

 *

José Firmo Godói (5.1) c. c. Felícía Trívellí. Filhos:

6.1/6 Aguinaldo — José — lsa — Nice — Maria do do Carmo — Maria de Lourdes.

*

Olinto Godói (5.2) c. c. Elisa Lopes. Filhos:

6.1 Newton q.s.s.

6.2 Olinto Godói Filho

6.3 Maria q.s.s.

 *

Newton Godói (6.1) c. c. Clara Teresa Xavier. Filha:

7.1 Maria Ifigênia.

*

Maria da Conceição Godói (6.3) c. c. José Breyner. Filhos:

7.1/5 Magda — Maria José — Ângela Maria — Alda — Joaquim.

**

Cândido Joaquim de Godói (5.5) c. c. Maria Tabari. Filhos:

6.1/2 José do Patrocinio — Arí.

*

Ana Godói (5,6) c. c. José Inácio de Sousà (2º matr. dêste}. Filhos:

6.1/2 Nadira — Dr. Arnaldo Godói de Sousa. 

 

 

Rubem Queiroz Cobra
Maria Luiza Queiroz Horta

Página lançada em 04/09/2013.