A Despedida de Solteiro

Hoje:

Página escrita por Rubem Queiroz Cobra
Site original: www.cobra.pages.nom.br

Havia o clichê antigo das despedidas com bebedeira e prostitutas, que ainda persiste hoje nos níveis sociais mais pobres e culturalmente mais atrasados. A nível das pessoas mais conscientes, a despedida de solteiro tem outra estrutura e pode chegar a grande requinte, e mesmo uma festa pouco dispendiosa pode cumprir a finalidade de marcar entre amigos a passagem de um deles a um outro status de responsabilidade e atuação social. Em geral é o padrinho ou os padrinhos que promovem a festa, e o noivo pode colaborar com a lista dos amigos e seus endereços.. Não é ocasião para presentes, mas uma lembrança curiosa e original pode ser dada em nome de todos os participantes. É mais do feitio masculino que histórias de “primeira noite” recordações de antigas paixões, de mistura com um pouco de vinho, cerveja ou uísque, contribuam para a parte bem humorada da festa. Porém a festa pode ser substituída por uma variedade de jogos, escalas, etc, seguidas de um lanche ou jantar fora da cidade.

R.Q.Cobra

Página lançada em 21-04-2006.

Direitos reservados.
Para citar este texto: Cobra, Rubem Q. – A despedida de solteiro. Site www.cobra.pages.nom.br, INTERNET, Brasília, 2006.